Já é um usuário Dity?

Como plantar orquídeas

Pdf

Denunciar instrução

Como plantar orquídeas Flores são sempre uma boa pedida para presentear alguém. Por sua beleza ímpar, as orquídeas se destacam nesse ramo. No entanto, após o término da florada, muitas pessoas sem experiência no cultivo dessa planta se deparam com a seguinte pergunta: "o que fazer com a planta agora?". Não sou orquidófilo, mas por meio dessa instrução pretendo demonstrar uma forma de plantio de orquídeas que deu certo em minha experiência pessoal.

Ferramentas e materiais

 

Carregando...
Reunindo os materiais

1 Reunindo os materiais

Existem inúmeras formas de plantio. Nessa instrução, plantaremos a orquídea em um jarro próprio de barro, com esses furos grandes na lateral. A vantagem desse jarro é permitir uma drenagem adequada, impedindo que a planta fique encharcada (causa frequente de insucesso no cultivo). A brita a ser utilizada terá a mesma finalidade.
Como substrato, utilizaremos fibra de xaxim. Após a proibição da extração desse produto para prevenir a extinção da samambaia que o origina, conseguir xaxins ficou um pouco complicado. No entanto, em lojas especializadas ainda é possível comprar xaxins provenientes do cultivo, e não da extração. Vale lembrar que, salvo algumas excessões, as orquídeas não crescem em terra. Além disso, atente para o fato de que estamos usando a fibra de xaxim e não o de xaxim. O pó impede a circulação de ar ao redor das raízes e leva a planta à morte.

 

Carregando...
Preparando o substrato

2 Preparando o substrato

Desfie o xaxim com as mãos, transformando-o em pedaços de tamanho variado como na imagem.

 

Carregando...
Iniciando o plantio

3 Iniciando o plantio

Coloque no fundo do vaso a brita. O ideal é que cerca de 1/3 do vaso seja preenchido com esse material.
Em seguida, adicione o xaxim sem compactar muito. Lembre que é necessária a circulação de ar entre as raízes.

 

Carregando...
Colocando a planta

4 Colocando a planta

Prepare a planta, retirando raízes e folhas mortas. Por fim, coloque-a SOBRE o substrato. É importante perceber que o rizoma (parte da planta que emite as folhas e raízes) deve ficar sobre o substrato, e não enterrado nele. Algumas raízes mais profundas podem ficar "enterradas" no substrato, mas não se incomode se elas ficarem sobre ele. É muito importante fixar bem a planta por meio de amarras para que não fique balançando com o vento no momento da emissão das raízes.
O plantio está feito. Agora é só manter regas regulares dependendo da necessidade da planta (diariamente no verão, com intervalos maiores em dias mais frios de inverno...) e, se possível, oferecer algum fertilizante a intervalos regulares. Dessa forma, certamente teremos novas flores no próximo ano.


Autor: Robson Laranja
Publicado há: 1 ano
Visualizações: 2189
Palavras-chave: Orquídea, plantio, jardim

Ditys Relacionados

Envie um comentário

Você precisa estar logado para comentar. Ainda não é cadastrado? Cadastre-se

Comentários

Miriam Torrês
Miriam Torrês 21/08/2012 (há 1 ano, 11 meses) Denunciar comentário

Olá Robson
Apenas uma observação do meu marido que é orquidófilo: cuidado com os pedregulhos que vc usar para a drenagem do vaso. Melhor usar os cacos de cerâmica de vasos. A brita é muito ácida e pode prejudicar alguns tipos de orquídeas. As únicas que se desenvolvem bem em contato com a brita são as Paphiopedilum (conhecidas como "Sapatinhos"). Atenção tb com as regas. O xaxim ou substrato não pode ficar constantemente encharcado. No inverno quase sem rega. Eu brinco sempre que elas são como "mulher de malandro": gostam de sofrer um pouco. kkk :) Abraços diretamente de Bragança Paulista. Miriam e Ian Fraser.


Robson Laranja
Robson Laranja 21/08/2012 (há 1 ano, 11 meses) Denunciar comentário

Obrigado pelas dicas, Miriam. Como disse, não sou orquidófilo, mas como tenho bons resultados com essa "técnica", resolvi compartilhar. Se tiverem outras dicas será ótimo para mim e para os que se interessaram pelo assunto. Abraços!